A participação e a capacitação profissional do setor privado nos projetos de desenvolvimento sustentável de municípios da fronteira sul do estado do Mato Grosso do Sul

Edimara Côrtes Gonçalves Frescura

Resumo


O Desenvolvimento Sustentável apresenta-se no meio social como uma proposta interdisciplinar que propõe a integração das áreas do conhecimento para a melhoria da qualidade de vida e do ambiente, como alternativa viável para a sobrevivência humana. Para a prática desse processo é necessária a participação de todos os agentes da sociedade, o poder público, o setor privado e a comunidade local, envolvidas na busca de um maior crescimento e desenvolvimento ecologicamente corretos. As empresas, além de apoiarem os municípios em suas ações de caráter político, têm o dever de manter e recuperar o ambiente que ocupam antes, durante e após a realização de seus produtos e serviços. Esses procedimentos ultrapassam o objetivo de exigirem uma capacitação profissional adequada, pois colaboram também para a implantação de um sistema de gestão ambiental e reforçam a responsabilidade social empresarial, inserindo-os na cultura geral da organização para uma mudança de paradigmas em relação à temática ambiental. Desse modo, realizou-se um levantamento de dados, mediante entrevistas em empresas dos municípios de Amambai, Coronel Sapucaia, Tacuru, Paranhos e Sete Quedas, componentes da fronteira sul do Estado do Mato Grosso do Sul com o Paraguai, selecionadas por amostragem e de forma aleatória nos ramos de serviços, com o intuito de conhecer os projetos ambientais por elas realizados, o nível de integração com o poder público municipal e a forma de valorização do profissional interno da organização. Foram obtidos resultados que mostram a falta de comunicação entre os agentes sociais, a necessidade de profissionais pactuados com a sustentabilidade, sua valorização e, urgência na resolução imediata de problemas ambientais que interferem na vida e no desenvolvimento da comunidade local.

Palavras-chave


Desenvolvimento Sustentado, gestão ambiental local, responsabilidade empresarial.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.






ISSN 1809-239X