INDICADORES SOCIAIS DAS ATIVIDADES TURÍSTICAS EM MATO GROSSO DO SUL

Autores

  • Maycon Jorge Ulisses Saraiva Farinha
  • Luciana Virginia Mario Bernardo
  • Luciana Ferreira da Silva

DOI:

https://doi.org/10.54399/rbgdr.v16i3.5887

Palavras-chave:

Turismo. Meio ambiente. Avaliação Social do Ciclo de Vida

Resumo

O objetivo da pesquisa é analisar o comportamento dos indicadores sociais para o mercado de trabalho dos serviços turí­sticos em Mato Grosso do Sul. Para isso, utilizou-se a metodologia: Avaliação do Ciclo de Vida - ACV, em que se constitui em uma nova abordagem, reconhecida internacionalmente, referente às investigações sociais sobre a produção de produtos e serviços. Observa-se que a vantagem no uso da ACV é a possibilidade de estudar fases especí­ficas do ciclo de vida de um determinado produto ou serviço ou todo o seu encadeamento produtivo. O perí­odo de análise foi entre 2006 e 2015, sendo utilizados dados secundários, sobre o emprego formal, obtidos na Relação Anual de Informações Sociais e na Previdência Social. Os indicadores selecionados para uso foram extraí­dos da UNEP/SETAP (2009; 2011). Dentre os achados da pesquisa, pode-se observar que se manteve o comportamento sobre a existência de diferenças salariais entre homens e mulheres, uma situação corriqueira no paí­s. Ao considerar que Mato Grosso do Sul faz fronteiras com outros paí­ses como o Paraguai, houve a necessidade de se conhecer se existem diferenças salariais também, entre brasileiros e não brasileiro, os resultados indicam que há diferenças. Além disso, houve a redução de funcionários sindicalizados nas atividades estudadas e o risco das atividades laborais aumentou, no perí­odo de análise. Assim, acredita-se na necessidade de investimento dos empreendimentos do setor turí­stico, em atividades que contribuam com melhorias para os funcionários, como medida de responsabilidade social.

Publicado

25.10.2020

Como Citar

Farinha, M. J. U. S., Bernardo, L. V. M., & Silva, L. F. da. (2020). INDICADORES SOCIAIS DAS ATIVIDADES TURÍSTICAS EM MATO GROSSO DO SUL. Revista Brasileira De Gestão E Desenvolvimento Regional, 16(3). https://doi.org/10.54399/rbgdr.v16i3.5887

Edição

Seção

Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)