Estudo de impactos ambientais em solos: o caso da reciclagem de baterias automotivas usadas, tipo chumbo-ácido

Josely Dantas Fernandes, Edilma Rodrigues Bento Dantas, Juliana Nóbrega Barbosa, Edimar Alves Barbosa

Resumo


A ocorrência de solos contaminados com o elemento chumbo está se tornando cada vez mais comum. Ele é, essencialmente, um contaminante ambiental e suas concentrações no meio ambiente vem aumentando de acordo com a aplicação sempre crescente em diversos produtos industriais necessários à sociedade moderna. Hoje, usa-se o chumbo, por exemplo, na fabricação de canos, em revestimentos de cabos elétricos, de chapas para pias, cisternas e telhados e, principalmente, na indústria de baterias automotivas, fato que tem incentivado o aumento do número de empresas que promovem a reciclagem desse tipo de bateria, cujas placas são retiradas e fundidas a altas temperaturas em fornos, transformando o chumbo derretido em lingotes, posteriormente comercializado como matéria-prima secundária para a fabricação de novas baterias. O processo de reciclagem gera, como subproduto, resíduos sólidos (escórias) que, por não possuir valor comercial, são descartados aleatoriamente em terrenos baldios, provocando a contaminação do ambiente por vários elementos químicos, dentre eles o chumbo. Cada solo possui uma capacidade adsortiva própria e, uma vez ultrapassada, permite que o metal fique potencialmente disponível para ser absorvido pelas cadeias alimentares acarretando sérios problemas não só para a saúde das pessoas, assim como para o ecossistema como um todo. Este trabalho faz um levantamento dos impactos ambientais causados por uma indústria que promove esse tipo reciclagem, instalada no município de Campina Grande (PB).

Palavras-chave


Impacto ambiental; Contaminação do solo; Reciclagem de baterias; Chumbo

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.






ISSN 1809-239X