Percepções e perfil dos catadores de materiais recicláveis de uma cidade do RS

Rosane Maria Kirchner, Ana Paula Fleig Saidelles, Eniva Miladi Fenandes Stumm

Resumo


A urbanização e o desenvolvimento brasileiro foram incapazes de assegurar melhores condições de vida para um conjunto significativo da população. A crise social tem levado muitas pessoas a sobrevivência na catação de lixo. Este trabalho busca apreender percepções e traçar o perfil de catadores, numa cidade da Fronteira-Oeste do RS. É uma pesquisa quantitativa, descritiva, que utiliza um questionário para 25 catadores. O perfil dos pesquisados é: a maioria homens, com ensino fundamental incompleto, com idade inferior a 45 anos, 56% mora em residência própria e 66% recebem menos de um salário mínimo. Os principais motivos de atuarem como catadores são: “necessidade” e ”única oportunidade”. Reconhecem que além da questão financeira contribuem para a preservação do meio ambiente. Os resultados podem desencadear reflexões, discussões e ações de gestores públicos no sentido de melhorar as condições de trabalho, minimizando riscos à saúde e danos à natureza.

Palavras-chave


Catador de material reciclável; perfil; percepções.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.






ISSN 1809-239X